Detesto Gestão

Quer dizer que você detesta gestão? Se você detesta gestão, quem é que está cuidando da sua empresa?

Você sabe dizer que caminho o seu negócio está tomando?

Pensando um pouco sobre os seus funcionários. Em que tipo de trabalho eles estão dedicados. Pelo que eles estão trabalhando? Pelo salário no final do mês?

Se sim, isso justifica, talvez, você dizer que os funcionários não querem trabalhar, apenas receber salários. E isso seria óbvio! Afinal, foi para isso que eles foram contratados. Ou você os contratou para algo diferente?

Enquanto você não fizer a tão detestada gestão, cada um irá criar o seu próprio motivo. Inclusive você. Irá trabalhar pelo seu “salário” e não pelo motivo da empresa.

É a realidade! Cada um está indo para um lado. E se cada um está indo para um lado, infiro que, muito provavelmente, a sua empresa está à deriva.

Seria imprudente dizer que ninguém no seu negócio está trabalhando. Claramente estão fazendo alguma coisa sim. Mas o quê? E isso é uma das consequências da falta de gestão. Todo mundo faz, trabalha, mas o negócio gira, gira, gira e não sai do lugar.

E apesar de tudo isso, talvez, no final do mês você ainda atinja a sua meta.

Atinge ou não atinge?

Que meta? Você tem alguma meta?

Quanto você faturou no mês passado?

Quando você vendeu no mês passado?

Quanto produz cada um na sua empresa?

Você tem essas informações de bate-e-pronto? Ou você é daqueles que tem que juntar papel, abrir planilha, perguntar para o vendedor? Você tem um vendedor?

Isso é bem comum e a impressão que eu tenho, por causa disso, é de que alguns empresários se parecem com a tartaruga. Já teve a oportunidade de segurar uma tartaruga?

Experimente: Pegue uma e coloque-a no chão. Não importa a posição ou o lado que você está, apoie-a no chão e solte-a. Ela irá para a frente.

Esse é um grande problema da gestão que não existe: Você só faz. Seus funcionários só fazem…

Pergunte para alguém na sua empresa o por que ele está fazendo aquilo que está fazendo. Não será incomum respostas como: “Me mandaram fazer.”; “Sempre foi assim.”

Você agora. Se pergunte: “Por que eu abri a minha empresa?”; Ou: “Para que eu abri a minha empresa?”. Seus funcionários são seus reflexos.

Tudo bem se até hoje foi desse jeito. Você não sabia disso. Mas agora você sabe!

Foi assim que aprendemos: Fazer! O que é muito bom. Você só é um empresário porque um dia você fez.

Não fazer é muito pior!

Mais uma vez a escolha é sua: Escolher não fazer nada ou continuar fazendo errado, cria um enorme risco da sua empresa acabar. Tome cuidado com isso!

Você é um empresário que, como a tartaruga, apenas vai? Ou um empresário que faz gestão?

Você sabe o que está acontecendo? Sabe para onde a empresa está indo? Conduz a equipe com liderança? Faz planejamento e conhece todos os números e tendências do seu negócio?

Acorde! Faça o que tem que ser feito!

Se você, simplesmente, não gosta de gestão e, por este motivo você não faz, alguém tem que fazê-la!

Dê um jeito! Dê seus pulos! Não é assim que se diz? Resolva!

No entanto, se você quer ser apenas um funcionário da sua empresa, tudo bem! Arrume um sócio, um chefe ou contrate alguém para tomar conta do seu negócio. Alguém para fazer dar resultado. Porque na sua mão, esse negócio vai para o buraco.